Franchising: De acordo com o Sebrae, nos últimos 14 anos o número de empresárias subiu 34%
Franchising: De acordo com o Sebrae, nos últimos 14 anos o número de empresárias subiu 34%
Economia Empreendedorismo Franquia

Mulheres investem no franchising

As mulheres estão presentes em todos os lugares. Mas, se antes o principal deles era o lar, hoje em dia, elas encontram nos negócios uma forma de empreender e exercer uma atividade diferente. Uma das maneiras mais rápidas de ter acesso a este mundo dos negócios, é por meio do franchising. Essa opção permite que as mulheres consigam conciliar mais de uma atividade por dia. Na maioria das vezes, organizam o tempo entre os afazeres domésticos e a função de empresárias.

Um estudo da Serasa Experian indicou que mais de 5 milhões de brasileiras são empreendedoras. Isso aponta que as mulheres estão à frente de 43% dos negócios do país. Desse percentual, a maior parte delas – 98,5% atuando como MEI ou sócios de micro e pequenas empresas. Mesmo com o crescimento da atuação das mulheres no mercado de franquias, encontrar uma opção que ofereça mais flexibilidade de horários ainda é um ponto crucial para a escolha.

Empreendedorismo feminino no franchising

Esse é o caso de Pollyana de Souza, franqueada PremiaPão. A empresa é especializada em publicidade no saco de pão – na região de Eunápolis (BA). “Minha rotina é uma loucura, sou empreendedora PremiaPão e também sou do lar”, afirmou. A rotina da empreendedora não é muito diferente da maioria das mulheres, pois precisa cuidar da casa, auxiliar o marido e exercer as atividades externas, como visitas comerciais.

Porém, mesmo assumindo uma jornada dupla e às vezes tripla, a franqueada contou que nem sempre têm seu valor reconhecido: “Mesmo com o desenvolvimento das mulheres e o empoderamento feminino, eu ainda vejo que existem muitas barreiras para que a mulher seja reconhecida no mercado de trabalho. Mas, na PremiaPão eu não vejo isso. A gente tem o mesmo reconhecimento, mas no mercado de trabalho, na vida, isso ainda existe, porque algumas vezes a gente leva cada ‘patada’, que eu acho que se fosse um homem não receberia”, explicou.

Resultados diferenciados

O presidente da PremiaPão, Raphael Mattos, defende a participação feminina em cargos de empreendedorismo e liderança. “A atividade que nossas empreendedoras mulheres têm dentro da nossa franquia é bastante representativa. Além disso, as franqueadas conseguem mais resultados em toda a rede pelo fato de serem mulheres, que são determinadas e organizadas. Na empresa, incentivamos a participação das figuras femininas dentro do empreendedorismo e no dia a dia para otimizar e aumentar a qualidade das atividades”, contou.

Dividir a rotina entre cuidar dos filhos e da saúde, trabalhar e organizar a casa também a realidade de Anete Neves, franqueada de Vila Mariana (SP). Com o dia lotado de tarefas, Anete separa algumas horas do dia para fazer o trabalho como empreendedora. A oportunidade surgiu com as mudanças econômicas que ocorreram na crise. “Resolvi pesquisar sobre franquias de baixo investimento e descobri a PremiaPão”, contou.

Para a empreendedora, não seria fácil voltar ao mercado de trabalho aos 46 anos. Mas, a partir de um investimento de R$ 10 mil, Anete encontrou na franquia uma oportunidade para recomeçar: “Ter minha franquia me trouxe independência e liberdade. Eu tenho que decidir tudo, desde a forma como vou trabalhar até ter horários mais flexíveis. Toda essa experiência e aprendizado me faz muito bem”, concluiu.

Categorias