franqueados
franqueados
Franquia

Erros dos franqueados: conheça os mais comuns

Saiba o que não fazer ao comprar uma franquia

Ao comprar uma franquia, é muito comum que aconteçam erros dos franqueados, e eles podem ser fundamentais para o fracasso do negócio. Antes de investir em uma franquia, é necessário que o empreendedor tenha alguns cuidados, que abordaremos ao decorrer desde artigo. Apesar das franquias serem investimentos, na maioria dos casos, seguro, não estar atendo aos erros pode prejudicar bastante o novo negócio.

As franquias já são um modelo de negócio testado e aprovado pelo mercado. Mas isso não garante o sucesso das mesmas. Como em qualquer empreendimento, o franqueado precisa se dedicar a sua franquia. Neste artigo, trazemos para você, com detalhes, formas de evitar que esses erros aconteça. Ou seja, que atrapalhem o desenvolvimento da sua franquia.

1-  Comprar a franquia sem conhecimento

Atualmente, existem várias opções de franquias disponíveis no mercado. Apenas no site da ABF, existem mais de mil marcas associadas.  O que, de certa forma, facilita com que exista a propagação das franquias no Brasil. No entanto,  antes de comprar uma franquia, é necessário que o franqueado tome alguns cuidados para não cometer erros. Um dos mais comuns é comprar uma franquia sem o devido conhecimento daquela marca.

Além de estudar a franquia que se está comprando de forma bastante cuidadosa para saber se de fato ela é segura, é necessário que o franqueado faça analise do mercado em que vai atuar, do nicho do seu produto e verificar se, de fato, aquele segmento é viável. É importante que o franqueado não se preocupe apenas com o valor que vai pagar por aquela franquia, e sim com a sua durabilidade. De nada adianta um negócio ser barato e não ser duradouro. Para fazer essa pesquisa a fundo, o franqueado deve se manter informado por portais confiáveis, como o site da ABF e o Portal do Franchising. 

 Como já relatamos em outros artigos, é essencial entrar em contato com os franqueados da rede que se deseja adquirir. Você pode, inclusive, pedir a franqueadora o contato dessas pessoas ou até mesmo procurar depoimentos em sites e canais de Youtube.

2 –  Entrar em um negócio apenas pela oportunidade

Outro fator que se encontra entre um dos principais erros dos franqueados é entrar em um negócio apenas pela oportunidade. Mas, afinal, o que isso significa? Entrar em um negócio apenas pela oportunidade está diretamente ligado a comprar uma franquia apenas pela facilidade do momento e não pela identificação com o negócio, e isso pode ser extremamente prejudicial ao seu investimento. A probabilidade, nesses casos, é que a franquia não seja duradoura e, o que era pra ser um investimento, acaba tornando-se um prejuízo, já que o valor investido não será reembolsado.

É importante que o franqueado saiba que sim, as oportunidades são importantes. Mas elas não são os únicos pontos que devem ser levados em consideração na hora de comprar uma franquia. Ao investir em um negócio sem identificação, a chance de insucesso é enorme, e esse é um dos principais erros dos franqueados.

3 –  Não realizar os treinamentos da franqueadora está entre os principais erros dos franqueados

De modo geral, as franqueadoras oferecem ao franqueado um manual de instruções do negócio, no qual eles repassam todo know-how da franqueadora. Esses manuais precisam ser seguidos pelos franqueados. Já que, naquele momento, o empreendedor está adquirindo um negócio no qual, a princípio, ainda não é especialista. Entenda um pouco mais sobre a importância dos treinamentos.

–  Conteúdo direcionado ao franqueado

 Os treinamentos oferecidos pela franqueadora oferecem materiais exclusivamente direcionados para aquele tipo de negócio. Ou seja, não adianta o franqueado, ao comprar uma franquia, negligenciar o treinamento oferecido pela mesma, já que ele não vai encontrar em nenhum lugar o mesmo material. Além disso, lembre-se que, apesar das franquias já serem modelos de negócio que estão validados e aprovados pelo mercado, todo negócio precisa seguir modelos de gerenciamento. E, ninguém melhor para dar esse direcionamento do que a própria franqueadora, não é?!

– Oportunidade de esclarecer dúvidas sobre o funcionamento da franquia

Além de serem de fundamental importância para a execução da operação, os treinamentos são uma ótima oportunidade. Já que os franqueados podem esclarecer, na prática, todas as suas dúvidas sofre o funcionamento da franquia. Apesar de ser natural que o franqueado já tenha bastante informações sobre como a franquia adquirida funciona, é muito comum que, durante os treinamentos, surjam dúvida. Por isso e é muito importante que elas sejam esclarecidas nesse momento inicial, antes do franqueado dar início a operação. Nesse momento, o franqueado não deve querer resolver um possível problema sozinho, sem passar para a franqueadora.

É importante que os franqueados saibam que a franqueadora está ali também para ajudar. Sem esquecer de fazer com que o negócio dos seus franqueados também tenham sucesso. A relação de franqueadora e franqueados deve ser, acima de tudo, de parceria. Dessa forma, o franqueado terá mais segurança para a execução do negócio. E isso é fundamental para que a franquia tenha sucesso. Já que essa segurança também será repassada ao cliente no momento de fechar o negócio.

4 –  Não ter capital de giro

A falta de capital de giro é um erro muito comum entre os franqueados. Porque, muitos empreendedores, quando pensam em adquirir uma franquia, se planejam apenas para ter em caixa o valor da sua taxa de compra. Ao ter esse comportamento, os franqueados esquecem que cada franquia tem o seu tempo mínimo de começar a dar retorno. Assim como acontece com em qualquer negócio, E, além disso, o período de lucro de cada franquia pode variar de franqueado para franqueado.

Por isso, para não cometer um dos principais erros dos franqueados, é fundamental que o empreendedor tenha, em caixa, um capital de giro. Esse valor reserva, que vai além da taxa de franquia, será essencial para que o franqueado consiga manter o seu padrão de vida. E assim pagar as suas despesas até que a franquia comece a dar resultados. Na maioria dos casos, recomenda-se que o capital de giro seja aproximadamente o suficiente para arcar com as contas. Até 6 meses, tempo suficiente, na maioria das vezes, para que a franquia comece a dar resultados.

Categorias

Tópicos recentes